5743541409

DIVERTICULITE

Algumas pessoas apresentam pequenas bolsas ou saculações que se desenvolvem na parede do intestino grosso, sendo mais comum nos cólons sigmóide e descendente, ambos à esquerda do abdome. Essas bolsas são chamadas divertículos. Divertículos são como as redes das caçapas de uma mesa de bilhar.

 

Cerca de 10% dos adultos com mais de 40 anos tem divertículos no intestino, e isso torna-se mais comum à medida que as pessoas envelhecem - quase metade de todas as pessoas com mais de 60 anos os tem. A maioria das pessoas que tem divertículos no intestino não apresenta sintomas, e frequentemente sua presença é um achado incidental, detectada em testes solicitados para outra doença.

Nos divertículos, podem se acumular resíduos de fezes e bactérias ao longo do tempo, causando inflamação ou infecção. Esse quadro é chamado de diverticulite aguda e deve ser tratado por um médico especialista coloproctologista. Em quadros de diverticulite, normalmente ocorre dor do lado inferior esquerdo do abdome e inchaço abdominal (distensão). Em casos mais graves, pode surgir febre, mal estar e rigidez abdominal.

  • YouTube - círculo cinza

CAUSAS 

A teoria dominante é que uma dieta pobre em fibras é a principal causa da diverticulite. A doença diverticular foi descrita pela primeira vez nos Estados Unidos no início do século XX, quando os alimentos processados foram introduzidos na dieta americana. 

Fibra é um carboidrato complexo, presente nas frutas, legumes e verduras e que o nosso organismo não consegue digerir. Algumas fibras se dissolvem facilmente na água (fibra solúvel) e adquirem uma textura gelatinosa nos intestinos. Outras fibras passam quase inalteradas pelos intestinos (fibra insolúvel). Ambos os tipos de fibras ajudam na evacuação das fezes, prevenindo-se a constipação (intestino preso).

A constipação faz com que os músculos se esforcem para mover as fezes endurecidas. Esse excesso de pressão pode fazer com que os pontos fracos do cólon se projetem e se transformem em divertículos.

PERGUNTAS

FREQUENTES

Qual é a diferença entre diverticulose e diverticulite?

A diverticulose é a presença de divertículos na parede do intestino. A presença dessas bolsas geralmente não é um problema e é comum ver essas bolsas na colonoscopia à medida que as pessoas envelhecem. A diverticulite é quando essas bolsas ficam inflamadas e infeccionadas.

  

Que tipo de dieta devo seguir para a doença diverticular?

Uma dieta rica em fibras é recomendada para a doença diverticular. O objetivo deve ser de 25 a 30 gramas de fibra por dia.

Como conseguir 25 a 30 gramas de fibra por dia?

Algumas referências:

1 maçã média crua com pele = 3,3 gramas

1 pera média crua com pele = 5,1 gramas

1/2 xícara de brócolis cozido = 2,6 gramas

1/2 xícara de cenoura cozida = 2,3 gramas

1 tomate médio cru = 1 grama

1/2 xícara de espinafre cozido = 2,2 gramas

3/4 xícara de cereal, flocos de farelo = 5,3 gramas

3/4 xícara de aveia simples cozida = 3 gramas

NOSSA

EQUIPE MÉDICA

Médicos cirurgiões habilitados em cirurgias minimamente invasivas: cirurgia robótica e cirurgia por videolaparoscopia

DR. CARLOS ANTUNES

CRM 99.575 

Médico formado pela Faculdade de Ciências Médicas da PUC São Paulo - Sorocaba

​Especialista em Cirurgia Geral pelo Hospital do Mandaqui

​Especialista em Coloproctologia pela Santa Casa de Misericórdia de São Paulo​

Membro titular da Sociedade Brasileira de Coloproctologia

DR. FELIPE PRIETO

CRM 121.226

 

Médico formado pela Faculdade de Medicina de Marília ​

Especialista em Cirurgia Geral pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Marília

​Especialista em Coloproctologia pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Goiás (UFG)

​Membro titular da Sociedade Brasileira de Coloproctologia

CONSULTÓRIO

Consultório no Tatuapé - Zona Leste

Atendimento humanizado com total atenção ao paciente, em ambiente moderno e confortável, para diagnósticos precisos e indicação das melhores opções de tratamento.

1/1

CENTRO CIRÚRGICO

Rede D´Or - Hospital São Luiz Anália Franco

Videolaparoscopia e Cirurgia Robótica -  Sistema cirúrgico Da Vinci Si - alta tecnologia para a realização de cirurgias minimamente invasivas assistidas por robô.

Cortes menores, menos dor e desconforto no pós-operatório, diminuição de sangramento durante a cirurgia, menor tempo de internação, melhor recuperação e retorno mais rápido às atividades do dia-a-dia.

MARQUE UMA CONSULTA

  • Instagram - White Circle
  • YouTube - Círculo Branco

Clínica Monte Serrat

Rua Monte Serrat, 1077

Tatuapé / Anália Franco

Zona Leste de São Paulo

Segunda a Sexta das 8 às 18h

CONVÊNIOS ATENDIDOS

Porto Seguro, Notre Dame, Cabesp, Cassi, Care Plus, Gama, Mapfre, Life, Banco Central, Mediservice e Omint.  Condições especiais de atendimento: SulAmérica e Bradesco. Demais convênios: exerça seu direito de livre escolha e solicite reembolso

2018 por Consutti para Coloprocto Especialistas